AQUISIÇÃO DE TALENTOS EM PORTUGAL

Aquisição de talentos é um tema bastante relevante quando falamos em mercado. Empreender sempre tem como ponto de partida a contratação de colaboradores.

Como criar uma empresa ou expandi-la sem os profissionais adequados? A taxa de desemprego em Portugal ronda os 6.0%.

A taxa de desemprego em Portugal baixou para 6,1% no terceiro trimestre, diminuindo tanto em relação ao trimestre anterior (estava em 6,7%) como em relação ao mesmo período de 2020 (8%), revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Esse é um bom sinal por lá quando comparamos a nossa taxa de 12.6%. Portugal é bastante atraente para quem procura uma nova oportunidade, pois oferece ótimas condições para morar e qualidade de vida.

Um dos desafios que hoje Portugal enfrenta é a pressão pelo aumento dos salários de maneira geral. Eles continuam sendo, quando consideramos a Europa, os menores da zona do euro.

Você pode conferir esta informação analisando a figura que apresento, mas não se iluda. Se por um lado este dado é interessante para quem quer contratar, por outro é bastante complicado para quem vive com este salário.

A pressão inflacionária vivida pelo mundo todo em função, dentre outros fatores, da quebra das cadeias de fornecimento global é um desafio enorme.

Como conter os preços se eles sobem em todo o mundo devido à matéria-prima? Esse é um dos desafios que Portugal enfrenta, assim como outros países.

Longe de tentarmos aqui compreender fatores micro e macroeconômicos para estudar a questão dos salários, o que pensamos efetivamente é na oportunidade que temos para quem quer empreender no segmento de hunting em Portugal.

AQUISIÇÃO DE TALENTOS: RECOLOCAÇÃO COMO OPORTUNIDADE EM INTERNACIONALIZAÇÃO

Quem nunca passou por um processo de recolocação na vida? Procurar um emprego é algo que quase todo mundo um dia tem como experiência.

O modelo de contratação e aquisição de talentos mudou muito ao longo dos anos. Hoje as ferramentas de tecnologia e grandes empresas ligadas ao setor modernizaram e implementaram novas e interessantes ferramentas.

De análises comportamentais à aquisição de talentos, muitas ferramentas tecnológicas oferecem boas possibilidades de contratar com muita assertividade.

O Brasil desponta aqui com grandes e boas empresas nesse segmento. Será que você já pensou em internacionalizar sua empresa de recolocação?

A empresa Conquest One de São Paulo é um bom exemplo. Especializada no hunting de colaboradores em tecnologia, desenvolveu ferramentas tecnológicas que apoiam a empresa e o colaborador no processo.

Sua jornada de internacionalização por Portugal é um case interessante nosso.

Leia também: COMO FAZER NETWORKING EM UMA MISSÃO DE NEGÓCIOS?

O SEGMENTO DE SERVIÇOS TAMBÉM NÃO PODE SER DESCONSIDERADO

Assim como em outros países, Portugal também tem em seu segmento de serviços base sólida para o crescimento econômico.

Claro que devemos respeitar aqui o tamanho de cada mercado, mas muitos dos serviços que estamos acostumados no Brasil simplesmente não existem na Europa.

Aqui reside outra boa oportunidade de internacionalização. Alguns negócios são mais interessantes que outros. Sempre recomendo que antes de começar qualquer movimento de internacionalização faça um estudo de diagnóstico de mercado.

Poupe seu tempo e investimento definindo e sabendo exatamente se faz sentido ou não internacionalizar sua empresa.

Tendemos a acreditar que já sabemos as informações que precisamos quando viajamos para Portugal.

Esse é um dos maiores erros que muitos empresários cometem. Um dos exemplos que gosto de dar é o segmento de coaching.

Muito diferente do Brasil, uma vez que o coaching no Brasil acabou ao longo dos anos perdendo sua importância justamente por ser banalizado.

O segmento de coaching em Portugal além de oferecer uma boa oportunidade é carente. Já pensou em estruturar sua entrada em Portugal fazendo uma correta abordagem do mercado e criando uma proposta de valor que faça sentido?

Bem, este é nosso trabalho. E essa é a Atlantic Hub.

Fez sentido para você? Então, vamos começar a planejar sua internacionalização? Bem, agende um momento para conversarmos e juntos discutiremos seu futuro em Portugal.

Forte abraço! 


SOBRE O AUTOR

Benício Filho

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC-SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente está em processo de conclusão do curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco.

Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador da Palestras & Conteúdo, sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio-fundador da Agência Incandescente, sócio-fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal).

Atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio). Além de participar de programas de aceleração, como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros.

Palestrando desde 2016 sobre temas, como: Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência. Já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Construir conhecimento só é possível quando colocamos o aprendizado em prática. O mundo está cansado de teorias que não melhoram a vida das pessoas. Meus artigos são fruto do que vivo, prático e construo.