O CAFÉ BRASILEIRO CRIANDO UMA ONDA DE OPORTUNIDADES EM PORTUGAL

Assumo minha paixão publicamente! Sou um apaixonado por café brasileiro. Amo desde criança tomar uma xícara dessa maravilha. Meus pais plantavam café conilon no Paraná e ensinaram seus filhos que aquela bebida era sagrada.

Tomávamos aquele café coado pela manhã, tarde e no jantar, parecia água. Conilon e arábica era uma enorme festa! Para meus pais, as safras no Paraná representavam muito. Uma boa colheita era a chance de mais lucros e mais rendimentos.

Mas, veio a geada. A famosa geada da década de setenta, acabou com boa parte dos cafezais da região de Londrina à Cascavel, no Paraná. Tal geada levaria os produtores a cinco anos seguidos de quebra nas safras.

Para meus pais, esse seria o fim de uma fase da vida deles e o começo da minha. Com a mudança deles para o Rio de Janeiro, eu fui gerado e como bom filho de apaixonados por café, continuei a saga deles em conhecer os cafezais do Brasil.

Interior de São Paulo, Serras Mineiras, Cerrado Mineiro, Bahia, Serras Capixabas, Paraná e por outros estados com menos produção de café no Brasil é quase uma unanimidade. Nosso café é incrível. Temos os melhores grãos do mundo.

CAFÉ BRASILEIRO: SABORES, AROMAS E ENCANTOS

Sabores, aromas, encantos e história. Quem não tem uma boa história para contar em que o café estava envolvido? Bem, eu não conheço quem pelo menos o cheiro do café rejeite.

Para além dos meus gostos, o café brasileiro sempre foi um dos nossos produtos mais exportados para Portugal. Vejo, porém, uma transformação neste movimento. Estamos começando a exportar ou mesmo a gerar novos negócios muito diferentes a partir do café.

Do grão verde do café com baixo valor de mercado às franquias mundiais com cafés selecionados, estamos vendo a transformação deste mercado e quero compartilhar um pouco com vocês nossa experiência e alegria em estar sendo com estes empresários protagonistas deste movimento.

Escrevi recentemente um artigo sobre como as transformações que vivemos e que podem impulsionar novos movimentos, já pensou que são nas crises que crescemos?

A HISTÓRIA DO CAFÉ SE CONFUNDE COM A NOSSA HISTÓRIA COM PORTUGAL

O café foi introduzido pela primeira vez como uma mercadoria importante pelo rei João V na antiga colônia portuguesa do Brasil, fazendo do país o maior produtor de café arábica do mundo naquela época.

Devido às suas relações históricas com o Brasil, Timor, Angola e São Tomé e Príncipe, todos países produtores de café verde, Portugal tem estado na vanguarda da indústria de café. Como resultado, está entre os países que melhor conhece os processos de torrefação e de desenvolvimento de blends de café.

No processo de evolução do consumo de café, ficamos por centenas de anos fornecendo para Portugal e para o mundo café em sua forma menos valorizada, o verde.

O que presenciamos hoje é uma mudança no consumo do café e uma evolução por outro lado da mente dos empresários brasileiros, muito deles ligados ao setor do café.

Na imagem abaixo, veja como a evolução do consumo do café mudou. Do grão verde ao produto gourmet a escala de valor eleva-se em mais de 70x.

Quem está no final da cadeia, pode lucrar dezenas de vezes a mais em relação a quem produz o grão. Veja que a produção do grão é a fase na qual há mais variáveis em torno do preço final (clima, preço internacional, crises mundiais).

Construir novas formas de levar nosso café brasileiro para o mundo com margem de lucro depende de inovação. Compreendendo tendências e tendo inovação nos processos e modelos de negócios as chances são enormes.

Escrevi um artigo sobre inovação e quero passar por algumas tendências no consumo do café que evidenciam meus pontos e abrem muitas portas para você empreender em Portugal.

AS TENDÊNCIAS NO CONSUMO DO CAFÉ BRASILEIRO EM PORTUGAL E NO MUNDO

Tendência 1- Produtos Premium

A grande maioria dos portugueses (88%) está disposta a pagar mais por produtos premium que ofereçam valor acrescentado. Além disso, 58% mostram-se abertos a comprar marcas que apostam na sustentabilidade e 66% revelam interesse em adquirir alimentos que não contenham gordura, açúcar, corantes e aromas artificiais na composição.

Para os portugueses, aquilo que torna um produto premium é sobretudo a sua maior qualidade (62%), a função ou performance superior (53%), o serviço prestado ao cliente (50%) e o fato de oferecer ou fazer algo único e diferenciador (43%). 

Tendência 2 – Cápsulas

As cápsulas já compreendem 79% do mercado português de café torrado que, por sua vez, pesa 82% do total do café vendido no varejo. A tendência é para manter a trajetória ascendente. Várias marcas já anunciaram o lançamento de cápsulas de café 100% biodegradáveis, sem plásticos, este é outro tipo de mercado que tem uma tendência crescente.

Tendência 3 – Conveniência na compra e no consumo

Os consumidores mostram cada vez mais disposição para beber o seu café em casa, até porque as vendas de café em Portugal aumentaram mais 4,9% face ao ano de 2017, comportamento este suportado pela mudança de rotina dos portugueses, passando estes a consumir mais café em casa.

Nesse sentido, as propostas de conveniência têm cada vez mais procura. Mas a conveniência estende-se além do consumo. Os portugueses querem perder o menor tempo possível nas compras, o que vai conduzir ao crescimento das lojas de pequena dimensão e do canal on-line. As lojas tradicionais e de conveniência crescem mais do que as grandes superfícies, de uma forma global em todo o mundo.

Leia também: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA PARA ABRIR EMPRESA DE TURISMO EM PORTUGAL

Tendência 4 – Café e derivados

O café nos dias de hoje já não é só uma bebida castanha que nos acompanha nas manhãs.  Várias empresas apostam recentemente em diferentes produtos que possam ser derivados da produção do café ou da planta de café. 

O café verde é um produto já comprovado como sendo dietético e com largos benefícios para a saúde.

No entanto, o próprio café torrado pode ser utilizado como cosmético e através dele serem produzidos diferentes produtos. Outra utilidade do café é o seu composto, que após ter passado pelos diferentes processos, pode ser utilizado como um ótimo fertilizante. Isto pode ser uma forma das empresas comercializadoras de café, inovarem nos seus produtos deixando de competir diretamente com as grandes marcas tradicionais já instaladas no mercado.

DA TENDÊNCIA DE CONSUMO AS NOVAS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS

Jamais terceirize seus sonhos. Sonho é apenas sonho quando não existe ação. Portanto, convido você a começar hoje mesmo a concretizar seus projetos.

O café é muito mais que um produto, é um movimento de vida. Da bebida aos cosméticos como você viu nas tendências existem oportunidades.

Analise seu projeto, começa uma jornada com inovação a partir do estudo de aderência de Mercado Market Fit. Leia o artigo sobre ele e juntos vamos iniciar esta jornada.

Mas se quiser conversar comigo, terei o maior prazer em ajudá-lo neste processo para Portugal.

Desejo que esteja lendo este artigo com um bom café brasileiro. 

SOBRE O AUTOR

Benício Filho

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC-SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente está em processo de conclusão do curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco.

Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador da Palestras & Conteúdo, sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio-fundador da Agência Incandescente, sócio-fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal).

Atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio). Além de participar de programas de aceleração, como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros.

Palestrando desde 2016 sobre temas, como: Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência. Já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Construir conhecimento só é possível quando colocamos o aprendizado em prática. O mundo está cansado de teorias que não melhoram a vida das pessoas. Meus artigos são fruto do que vivo, prático e construo.

Benicio Filho - Mentoria, Inovação e Liderança