VOCÊ GOSTARIA DE TER UM FILHO DISLÉXICO?

Talvez esta não seja a melhor frase para começar um artigo em um blog de educação. Mas vamos ser sinceros, não escolhemos quase nada em nossa vida.

Desta maneira, a pergunta é válida. Você gostaria de ter um filho disléxico? Não vou colocá-lo em situações complicadas. Assim, guarde a resposta com você. Porém, eu afirmo a você que ter um filho disléxico é uma oportunidade incrível de aprendizado e desenvolvimento.

Digo isso por experiência própria. Tenho dois filhos homens e embora a dislexia seja diagnosticada com maior frequência em homens, tem sido sugerido que afeta homens e mulheres de igual forma.

Mas veja que interessante, eles não têm dislexia. Quem é o disléxico sou eu. O que é bastante raro. O que ocorre normalmente é que pais disléxicos normalmente têm filhos disléxicos.

Minha reflexão não diz respeito a tratamentos ou ainda como lidar com disléxicos, mas provavelmente você nunca leu algo que diga que ser disléxico é um diferencial na vida.

A dislexia proporciona uma outra forma de ver o mundo e a vida, apenas por estes dois pontos eu já diria que um disléxico tem possibilidades diferentes durante sua vida.

Como entender a melhor forma de lidar com um filho disléxico já que isso nem sempre é fácil em função do grau de dislexia que ele tem.

Este artigo não se propõe a dar respostas, mas sim, auxiliar você a compreender melhor o mundo do seu filho disléxico.

Vale também pontuar que está sendo proposto que a dislexia seja mais bem descrita como uma diferente forma de aprendizagem, apresentando tanto vantagens como desvantagens.

ENTENDENDO A DISLEXIA

A dislexia do desenvolvimento é considerada um transtorno específico de aprendizagem de origem neurobiológica, caracterizada por dificuldade no reconhecimento preciso e/ou fluente da palavra, na habilidade de decodificação e em soletração.

Essas dificuldades normalmente resultam de um déficit no componente fonológico da linguagem e são inesperadas em relação à idade e outras habilidades cognitivas. Definição adotada pela IDA – International Dyslexia Association, em 2002.

Outra definição adotada é que a dislexia ocorre em crianças com visão e inteligência normais. Os sintomas incluem fala tardia, aprendizagem lenta de novas palavras e atraso na aprendizagem da leitura. A maioria das crianças com dislexia pode ter sucesso na escola com tutores e programas de educação especializados.

Importante ressaltar que é bastante recente as avaliações médicas capazes de identificar e diagnosticar a dislexia. Como não é possível definir seu diagnóstico com exames clínicos, o processo de tratamento passa por exames e testes.

Partindo deste ponto, imagine como a décadas atrás as crianças com dislexia eram tratadas em seus ambientes sociais?

Inegavelmente, durante gerações milhares de pessoas sofreram os mais diversos rótulos e estigmas simplesmente por agirem, pensarem e organizarem suas ações de maneira diferente.

O disléxico tem características próprias de lidar com quase tudo em sua vida.

As formas que um disléxico, desenvolve para superar os desafios cotidianos, podem, a meu ver, e experiência resultaram abordagem completamente nova de quase tudo.

Novamente, em minha opinião, é neste ponto que se você, mãe e pai têm em casa um filho disléxico, fique atento.

Você pode estar diante de um gênio. Ao final deste artigo, relaciono algumas das mais incríveis mentes do mundo que são ou foram disléxicos.

DESLEXIA: COPO CHEIO NÃO COPO VAZIO

Nós jamais deveríamos ver um disléxico como alguém incapaz. A dislexia tem, sim, suas particularidades e estar com acompanhamento de especialistas é fundamental para o desenvolvimento psicossocial.

O correto diagnóstico é o primeiro passo. Suporte terapêutico auxilia muito e o acompanhamento escolar em conjunto com a escola torna-se fundamental.

Cabe refletirmos sobre o futuro de uma criança disléxica. Compreender ao longo da sua formação enquanto pessoa humana criará os cenários para entendermos quais possibilidades existem quanto ao seu futuro.

Lembro que diante de uma criança com dislexia, deveríamos estar atentos a quais as habilidades que este indivíduo tem não apenas em suas dificuldades.

Disléxicos tendem a ter habilidades exponenciais em capacidades específicas. No entanto, podem alternar grandes habilidades com grandes dificuldades, por isso o acompanhamento profissional torna-se essencial.

UMA VIDA COM DISLEXIA

Quando o assunto é dislexia, parto do ponto do que a ciência diz. A Associação Brasileira de Dislexia é uma ótima referência.

Mas, minha experiência pessoal diz muito sobre como lidar com a dislexia.

Seria possível escrever um livro sobretudo do que já vivenciei sendo disléxico. Mas fazendo de uma longa história um curto momento, aos 25 anos na Associação Brasileira de Dislexia tive o que para mim, confortaria todas as dificuldades de anos em escolas tradicionais.

Minha dislexia era extremamente severa, mas com todas as restrições de acesso aos meios que facilitasse minha vida no meio acadêmico, eu já estava em uma boa parte criando caminhos para poder continuar.

Se na alfabetização eu literalmente apanhava dos meus pais e da professora por não entender nada daquilo, aos poucos e com muita resiliência fui vencendo as etapas e cursei durante a vida duas universidades, três pós-graduações e hoje faço um Mestrado em Educação na Universidade Metodista de SP.

Sim, os desafios forjaram o que sou, pois, nunca me acomodei e fiquei chorando pelas dificuldades que tinha. Mas reconheço que muitos, como eu, não têm a mesma estrutura familiar e se perdem pelas dificuldades no mundo.

Ser disléxico tornou-se em minha vida uma enorme qualidade e não uma deficiência.

Leia também: EDUCANDO FILHOS NO PÓS-PANDEMIA

COM O SUPORTE CORRETO, NÃO EXISTE LIMITE PARA UM DISLÉXICO

Somos fruto das nossas experiências. Ela a vida vivida forja o que se torna nossa identidade. Não tenho medo hoje da dislexia e confesso que ao longo da minha vida auxiliei dezenas de pessoas para encontrarem sua melhor versão a partir das suas qualidades.

O que acredito fazer total diferença na vida é o acompanhamento que temos. Na Academia do Aprender, entendemos a individualidade de cada ser humano.

Nossa metodologia compreende as diferenças que cada um de nós temos e como os conteúdos precisam ser direcionados pelo professor.

Apoiamos nos últimos anos com nosso acompanhamento escolar centenas de alunos com nosso sistema único. Pais e mães encontram em nossa metodologia conforto para suas dúvidas e dores e a percepção clara do desenvolvimento do filho.

Para os alunos a cada aula de acompanhamento é perceptível o descobrimento das suas potencialidades. Reforços em um entendimento individual o que faz sentido e de que maneira.

Marque um momento conosco e venha entender como podemos auxiliar você e seu filho.

DISLÉXICOS FAMOSOS

Muitos disléxicos fizeram história na humanidade. A lista abaixo reflete um pequeno número destes seres humanos que transformaram o mundo.

·         Leonardo da Vinci (1452-1519)

·         Vincent Van Gogh (1853-1890)

·         Albert Einstein (1879-1955)

·         Pablo Picasso (1881-1973)

·         Agatha Christie (1890-1976)

·         Jamie Oliver

·         Whoopi Goldberg

·         Steven Spielberg

Marque um momento conosco que teremos o maior prazer em apresentar para você uma nova possibilidade de educar e transformar seu filho.

Forte abraço!

AUTOR:

BENÍCIO FILHO

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC-SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente está em processo de conclusão do curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco.

Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador da Palestras & Conteúdo, sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal).

Atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio). Além de participar de programas de aceleração, como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros.

Palestrando desde 2016 sobre temas, como: Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência. Já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Construir conhecimento só é possível quando colocamos o aprendizado em prática. O mundo está cansado de teorias que não melhoram a vida das pessoas. Meus artigos são fruto do que vivo, prático e construo.