ESTUDO DE MERCADO EM PORTUGAL

Quando falamos em Portugal, muitos empresários imediatamente se conscientizam das oportunidades neste país do outro lado do Oceano Atlântico. A internacionalização deve ser considerada por todos os empresários que desejam criar novas fontes de receita em suas empresas e conquistar posição em outros mercados. Mas será que este processo é simples?

Se você é um empresário no Brasil, sabe que não fomos treinados em empreendedorismo na universidade. Fomos forjados na dura realidade de construir empresas em uma das economias mais desafiadoras do mundo. Isso tem suas vantagens. Um número considerável de CEOs ao redor do mundo são brasileiros, e isso se deve à nossa resiliência. Construímos e gerenciamos empresas em um cenário que frequentemente se assemelha a uma batalha. Inflação, choques econômicos, mudanças de governos, mudanças na economia e muito mais – os desafios no Brasil são inúmeros.

Outro ponto que nos torna especiais é nossa convivência com a burocracia no que diz respeito a impostos e processos trabalhistas. Nossa coragem de empreender nos proporciona uma vasta experiência, mas isso não garante sucesso em outro país. A internacionalização é um desafio que deve ser enfrentado com cuidado.

Muitas vezes, acreditamos que se conseguirmos empreender no Brasil, será igualmente fácil em qualquer outro lugar do mundo. No entanto, os cenários em outros países têm seus próprios desafios. Embora não sejam tão desafiadores quanto os do Brasil, Portugal oferece muitas oportunidades.

Então, o que nos falta para internacionalizar com sucesso, apesar de nossa vasta experiência em cenários críticos? A resposta é mais simples do que você imagina: não subestimar os desafios e estudar o mercado.

Neste artigo, abordaremos o que é essencial quando se trata de aspectos jurídicos, tributários e regulamentares em Portugal. Enquanto no Brasil nossos principais parceiros de negócios são os contadores, em Portugal, são os advogados. Isso altera significativamente a forma de empreender e destaca a importância de um planejamento sólido, que reduza riscos, custos e aumente as chances de sucesso.

AS ESPECIFICIDADES DE PORTUGAL

Não é correto afirmar que apenas Portugal possui suas especificidades. É fundamental compreender que todos os países da União Europeia (UE) têm suas particularidades, apesar de fazerem parte de uma união econômica. A UE é composta por vários Estados-membros, incluindo Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Portugal, República Tcheca e Romênia, entre outros.

Portanto, é importante considerar que Portugal não é apenas um mercado isolado, mas também uma porta de entrada para outros 28 países que fazem parte deste bloco. Embora haja benefícios nisso, como a estratégia de validação em Portugal para uma entrada mais ampla na UE, cada país na região apresenta seus próprios desafios culturais.

Em relação a Portugal, é crucial ter em mente que a absorção de produtos brasileiros pode ser lenta. A menos que você esteja pensando em uma empresa muito pequena, com apenas você, sua família e alguns funcionários, é importante analisar o mercado que deseja atingir.

Portugal oferece um ambiente de teste valioso para produtos, especialmente no caso das plataformas digitais, como uma região para validar o que pode ou não funcionar antes de expandir para outros países na região.

A IMPORTÂNCIA DE CONHECER O MERCADO

Um estudo de mercado é fundamental em qualquer processo de expansão. Um exemplo no Brasil é a expansão das Casas Bahia, uma loja tradicional de produtos e eletrodomésticos de São Paulo para o Sul do Brasil.

No entanto, é essencial compreender a cultura local e atender aos requisitos do consumidor. Quando internacionalizamos nossos negócios, estamos efetivamente construindo uma nova empresa em um novo país. Portanto, devemos planejar com cuidado para reduzir investimentos, riscos e estratégias baseadas na emoção.

Contar com parceiros especializados, como a Atlantic Hub, pode economizar recursos significativos. Lembre-se de que sua empresa tem potencial para ter sucesso em Portugal, desde que você esteja atento a esses pontos essenciais e evite desafios decorrentes da falta de planejamento.

LICENÇAS, REGULAMENTAÇÕES E NORMAS EM PORTUGAL

Outro exemplo que vale a pena mencionar é o desafio enfrentado por uma empresa brasileira no setor agro ao internacionalizar seu projeto. Barreiras à entrada no mercado europeu e regulamentações rigorosas são obstáculos comuns.

Para produtos agrícolas, como insumos que substituem agrotóxicos, a aprovação de licenças é uma etapa demorada e requer conformidade com regulamentações unificadas na UE. Isso exige planejamento cuidadoso para evitar investimentos em produtos que podem não ser aprovados.

Por exemplo, no caso do mercado de frutas, apenas alguns dos produtos desejados pelo produtor brasileiro já haviam sido aprovados pela UE. Essa aprovação pode levar até três anos. Portanto, é crucial estudar o mercado de Portugal e da União Europeia com antecedência para evitar surpresas desagradáveis.

O ADVOGADO COMO SEU PARCEIRO DE NEGÓCIOS

Dentro do estudo de mercado necessário para o sucesso da sua empresa em Portugal, não se pode ignorar a importância de contar com bons advogados. Contratos, regulamentações e conformidade com as leis são fundamentais.

Por exemplo, no setor imobiliário, é necessário entender as regulamentações locais para evitar problemas ao comprar ou alugar propriedades. Aspectos como a presença de árvores que não podem ser cortadas podem ter implicações legais significativas.

Saber onde você pode instalar sua empresa é crucial, e isso passa por conhecer o mercado, as regiões e as cidades. Ter um bom planejamento e uma rede de parceiros especializados economiza recursos e evita problemas.

Lembre-se de que sua empresa pode ter sucesso em Portugal, desde que você leve em consideração esses pontos essenciais e esteja preparado para enfrentar os desafios com um planejamento sólido. A internacionalização é um processo que exige cuidado e conhecimento do mercado local. Ter um coração comprometido com o projeto é importante, mas não deve obscurecer a análise de indicadores.

A Atlantic Hub está à disposição para ajudá-lo em sua jornada de negócios em Portugal. Portanto, esteja preparado e planeje com antecedência, pois isso minimiza riscos e aumenta suas chances de sucesso.

Forte abraço e até a próxima.

Leia também: A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO CULTURAL NA EXPANSÃO DE NEGÓCIOS ENTRE PORTUGAL E O BRASIL

SOBRE O AUTOR

BENÍCIO FILHO

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP e Filosofia pela Universidade Dom Bosco. Mestre pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação, MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios. Pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, sócio da Core Angels Atlantic (Fundo de Investimento Internacional para Startups). Sócio fundador da Agência Incandescente e sócio fundador da Atlantic Hub e do Conexão Europa Imóveis, ambos em Portugal. Atua como empresário, escritor e pesquisador das áreas de empreendedorismo, mentoring, liderança, inovação e internacionalização. Em dezembro de 2019, lançou o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas”. Em dezembro de 2020 seu segundo “Do Caos ao Recomeço”, e em janeiro de 2022 o último publicado “ Metamorfose Empreendedora”.

Construir conhecimento só é possível quando colocamos o aprendizado em prática. O mundo está cansado de teorias que não melhoram a vida das pessoas. Meus artigos são fruto do que vivo, prático e construo.