PERCEPÇÕES SOBRE O WEB SUMMIT 2021

Mais um ano estou no Web Summit. Caminhar pelas ruas perto da estação Oriente do Metrô vermelho desperta em mim algo estranho.

A imensidão de pessoas por perto me faz lembrar de um passado não muito distante onde isso era comum (um dejavú deve ser o que senti). O Web Summit 2021, marca a retomada dos eventos presenciais.

Mesmo sendo limitado o número de pessoas, dizer que 42.000 participantes é um número pequeno parece algo estranho diante do mundo neste momento.

Em 2019, éramos mais de 80.000 no total. Apesar dos protocolos sanitários estarem mais tranquilos em Portugal, o cuidado da organização em todos os momentos deixava evidente que nem tudo estava como antes.

Primeiro você precisava estar com as vacinas em dia, mostrando o certificado europeu de vacinação ou algum exame negativo de Covid (antígeno ou PCR).

O exame ou o certificado era mostrado duas vezes na entrada assim como todos os protocolos de segurança na identificação. Máscara eram necessárias, mas sem grande vigilância. Por outro lado, a tentativa de distribuir as pessoas ao longo da exposição dos estandes não pareceu algo muito funcional.

Em muitos momentos, era possível perceber muita aglomeração. Nos locais de alimentação, isso também ocorria com facilidade.

Visível sempre era a limpeza dos locais e o cuidado com a segurança. Esta também é uma das características dos eventos em Portugal. Tudo é muito seguro.

Mas afinal, quais temas dominaram o Web Summit 2021 e como estávamos representados no evento. Sobre isso, quero aprofundar com vocês neste artigo.

MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE NA ORDEM DO DIA

O Web Summit tradicionalmente já é um palco para a apresentação e discussão de projetos e empresas que estão repensando o modo como o desenvolvimento tem acontecido em todo mundo.

Neste ano, em especial, ocorria em Glasgow, no Reino Unido a COP 26 (A Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima de 2021) foi a 26.ª conferência das partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima.

Dito isso, ficou evidente que os temas de sustentabilidade e assuntos ligados às mudanças climáticas tiveram ênfase especial no Web Summit 2021.

Empresas, startups, painéis e falas expuseram com força um apelo pelo planeta colocando-o no centro das discussões. Confesso que é um alívio ver este movimento dentro de um ambiente importante como o Web Summit.

Não temos mais tempo a perder quando falamos das mudanças climáticas e presenciar a força das empresas e do mundo corporativo cria um caminho com bastante esperança em nossa luta contra as mudanças.

Leia também: UM DIA NO ATLANTIC STATION

WEB SUMMIT 2021: TECNOLOGIAS PARA MUDAR O MUNDO

As novas tecnologias também não estavam distantes do Web Summit. Mas muito além de vermos novos modelos de negócios, foi possível perceber modelos que já ouvimos falar há algum tempo em operação e escala.

Lembro de uma palestra que assisti há quatro anos no Web Summit de um cientista inglês em que ele refletia sobre o tempo de adoção de uma nova tecnologia.

Dependendo da tecnologia, podemos ter de dois a dez anos ou até mais, até que sua adoção se torne uma realidade. Quem não se lembra de uma tecnologia anunciada com fervor que nunca mais apareceu.

Neste Web Summit, foi possível perceber as criptomoedas, aprendizado de máquina, inteligência artificial e a integração destas tecnologias gerando valor, ganhando mercado e sendo traduzidas em soluções reais.

O fato é que vivemos um momento em que navegamos por um amplo portfólio de soluções que dispõem de condições reais para melhorar o mundo e a forma com que vivemos.

EMPREENDEDORES BRASILEIROS CADA ANO MAIS BEM PREPARADOS

A presença brasileira sempre é destaque no Web Summit 2021. Imagine você que representamos quase 8% dos visitantes ao evento.

Quando falamos de 42.000 pessoas como neste ano, este número não é pequeno. Presto atenção especial à presença dos Brasileiros.

Percebo que estamos em uma grande evolução tanto no caráter do que procuramos no Web Summit, como nas soluções que nossas empresas e startups apresentam no evento.

Abrimos nossa mente ao mundo não apenas para a procura de investimentos, mas também na busca de clientes e na apresentação dos nossos modelos de negócio.

Esse é um alento com certeza ao nosso país. Afinal, em um mundo onde todos estamos conectados não é possível imaginar um modelo de negócios apenas para o Brasil.

Outro ponto que vale meu destaque é a grande presença de instituições, institutos, universidades e movimentos do Brasil e dos governos.

A procura por boas práticas também não está restrita ao corporativo.

WEB SUMMIT 2021: VAMOS MUDAR O MUNDO AGORA! PRESIDENTE MARCELO REBELO MANDA SEU RECADO

As falas do presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa já são um dos pontos fortes dos eventos que temos em Portugal.

Anualmente em nossa missão ele nos recebe em uma audiência exclusiva e enfatiza sempre como as relações bilaterais entre Brasil e Portugal são importantes para os dois países.

No Web Summit, sua fala no ano passado teve como pilares o tema que a mim é muito sensível. Parafraseando suas palavras, disse ele:

“A tecnologia não é o fim, mas sim o meio. Somos e devemos ser agentes de mudanças no mundo tendo a tecnologia como ferramenta”.

A tecnologia não pode escravizar o ser humano, mas sim ser ferramenta para que ele viva melhor. Dito isso, como ficar indiferente a todo o movimento que temos presenciado em função das novas tecnologias em nossas vidas?

A questão não é com certeza se a tecnologia é algo ruim ou bom, a questão é o espaço que ela ocupa. Não podemos deixar que a vida perca sentido dando lugar a tecnologia.

Somos e sempre seremos o motivo das tecnologias existirem e serem desenvolvidas.

Leia também: QUANDO INTERNACIONALIZAR UMA EMPRESA

MISSÃO WEB SUMMIT 2021

Nossa missão para o Web Summit já é a mais tradicional para empresários neste que é o maior evento de tecnologia do mundo.

Construímos com muita dedicação uma missão que abre portas para empresários brasileiros na Europa, abre mentes para novos mercados e oportunidades e pode ser inclusive devido à qualidade dos participantes um momento de transformação na vida de quem participa.

A missão tem como objetivo conectar os brasileiros ao mundo e posso afirmar que temos feito isso com bastante excelência.

Uma missão é um momento único de conexão. Mas estar em outro país e em um ambiente como Portugal abre novas portas e constrói novas visões.

Recomendo a você que reserve hoje mesmo sua participação na Missão Web Summit 2022. Esteja conosco, mergulhe conosco e venha participar deste movimento gigante.

Gostou das informações deste artigo? Se você quiser conversar e compreender mais sobre Portugal, agende um momento para conversarmos e juntos discutiremos seu futuro em Portugal.

Forte abraço!

SOBRE O AUTOR:

BENÍCIO FILHO

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC-SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente está em processo de conclusão do curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco.

Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador da Palestras & Conteúdo, sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio fundador da Agência Incandescente, sócio fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal).

Atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio). Além de participar de programas de aceleração, como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros.

Palestrando desde 2016 sobre temas, como: Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência. Já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Construir conhecimento só é possível quando colocamos o aprendizado em prática. O mundo está cansado de teorias que não melhoram a vida das pessoas. Meus artigos são fruto do que vivo, prático e construo.

Share This