SERÁ QUE AS MINHAS INTENÇÕES SÃO FORTES PROPULSORAS DAS MINHAS AÇÕES?

Intenções ou ação? Adoro quando acordo e me levanto rapidamente da cama como se já houvesse despertado a muito tempo. Sempre foi assim, acordo e me levanto muito rápido da cama. Minha vontade de começar o dia é algo que sempre assustou as pessoas que convivem comigo. “Nossa, você acorda com uma energia absurda!”. Esse foi um dos comentários mais comuns ouvidos por mim. A grande verdade por trás dessa energia que eu tenho ao acordar é que sou um realizador como dizem os estudiosos. A felicidade para mim está diretamente ligada a estar construindo ou realizando algo. Veja esta é minha natureza e até eu mesmo entender que isso era bom para mim foi uma longa jornada de terapia. Nascemos como dizia o filósofo Immanuel Kant, uma folha em branco. À medida que vivemos e ganhamos experiências esta folha vai ganhando pigmentação ou melhor experiência e conhecimento. Ao entender como sou e porque realizar para mim é importante, comecei a conviver com a energia que tanto tenho com sinergia a minha vida, projetos e família. A construção de novas empresas, desenvolver novos times, viajar e passear muito, assim como curtir muito a família. São coisas que promovem alegria e canalizam minha energia. Agora pense comigo, imagine se toda a energia que tenho ficasse no campo das intenções? Sinceramente, tive muita coragem de logo cedo com menos de 15 anos entender que poderia realizar muita coisa. Assim, nunca fiquei escondido ou dentro da caverna como diria o filósofo Platão. Ao longo da vida, conhecemos pessoas que nunca concretizam nada porque depositam o início de algo a alguma pré-condição. Mas, será que encontramos estas pessoas na vida ou nós mesmo somos elas? Leia também: TENHO ORGULHO DO QUE ACUMULEI DE CONHECIMENTO

AS INTENÇÕES DEVEM NASCER DE UMA VONTADE VERDADEIRA

Quando queremos ou desejamos algo sempre temos a impressão de que aquilo que é o objeto de desejo pode ser conseguido. Essa é uma técnica do nosso cérebro para poder tornar reais nossos projetos e sonhos. De um lado este mecanismo constrói em uma visão de futuro do objeto ou projeto desejado como se já fosse realidade. Tal mecanismo é muito importante para que possamos almejar e desejar coisas que não temos. Imagine que foi esse mecanismo que nos desafiou a conquistar outras terras e outros domínios. Nossos ancestrais precisaram desta ferramenta para chegar aonde chegaram. Dias atrás, escrevi um artigo superinteressante sobre ancestralidade. Clique aqui para ler. O problema deste mecanismo cerebral atualmente é que somos invadidos por uma infinidade de desejos criados por um mundo que alimenta de forma feroz nossa insanidade do “TER”. Forjamos em nossa vida um fluxo incessante de necessidades ligadas a posse, sem que possamos de fato ter ou ainda se quer de fato seja necessário ter tudo o que nos é apresentado. E qual é o resultado disso? Frustração. Mas não se iluda também com esta reflexão minha. Há milênios nossa vida sofre influências que deslocam nossas ideias para tais possibilidades e a questão central não está na infinidade de oportunidades, mas na clareza do que queremos. Quando sabemos o que queremos, canalizar nossas intenções e desejos em projetos reais construindo para sua concretização um caminho possível, torna real uma intenção e começamos a viver justamente o que é mais importa. O presente. O primeiro passo é desvendar o que nos move e porque fazemos o que fazemos. Hoje, acordo com a mesma energia de quando tinha 15 anos. Mas ao acordar, sei que tenho uma série de atividades que geram prazer em mim ao fazer. Sei disso, pois é muito claro que sou parte de uma engrenagem que depende de mim. Sem minha ação, essa engrenagem para. Sempre digo que não gosto de ser o gargalo de nada. Se estou comprometido em algo, farei a minha parte e ajudarei o todo. Se sou eu o líder deste projeto, meus liderados devem saber o porquê estamos fazendo algo. Quando mostramos a onde está a luz fica muito mais fácil começar a vê-la.

INTENÇÕES: COMEÇAR A AGIR PODE SIMPLESMENTE TRANSFORMAR SUA REALIDADE

Quando faço uma ação o mundo se mexe, você já deve ter ouvido isso. Mas sempre vale a pena repetir. Quando nos movemos o mundo move. A verdade por detrás dessa frase é simples, apenas fazendo um movimento em direção do que queremos e a nossa vida mudará. Vale a pena pontuar se é a mudança mesmo que você quer. Conhece muita gente que estacionou e não quer saber jamais de mudar nada? Zona de conforto é tudo que está pessoas querem e sejamos sinceros, querer um modelo de vida não tem nada de errado desde que isso te traga felicidade. Essa é a questão, se você está feliz onde está porque mudar? Quem tem que saber o que é melhor para cada um somos nós mesmos. Mas se bate em você um sentimento de que poderia estar fazendo algo que te traria mais alegria ou sente que ao acordar não quer sair da cama, algo tem que ser feito. Mas calma, quando digo isso não é um dia de preguiça, são sete dias por semana. Bem, quando a vida parece não ter mais sentido, cuidado. Também conheço muita gente que cansou de viver e até por isso batemos ano a ano recorde de suicídio em quase todo o mundo. Viver é Graça, viver é poder contemplar o Sagrado que está a nossa volta. Viver vale a pena justamente para aqueles que não dão pena ao encontrarmos e conversarmos com eles. A energia e intenções que precisamos para transformar nossa vida está dentro de nós. Mas em muitos casos, deixamos ela se apagar ou mesmo nunca foi acesa. Saiba que é possível recuperar esta energia e canalizá-la aonde realmente ela faz sentido. Buscar seu autoconhecimento é colocar a ação onde seus desejos podem transformar você e o mundo. Você não está sozinho. Podemos ajudá-lo em um processo terapêutico de desenvolvimento. Procure nosso instituto e marque um momento conosco. www.instituroelaborar.com.br

SOBRE O AUTOR

Benício Filho

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC-SP, com MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios, pós-graduado em Vendas pelo Instituto Venda Mais, Mestrando pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação e pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atualmente está em processo de conclusão do curso de bacharelado em Filosofia pela universidade Salesiana Dom Bosco.

Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, Cofundador da Palestras & Conteúdo, sócio da Core Angels (Fundo de Investimento Internacional para Startups), sócio-fundador da Agência Incandescente, sócio-fundador do Conexão Europa e da Atlantic Hub (Empresa de Internacionalização de Negócios em Portugal).

Atua também como Mentor e Investidor Anjo de inúmeras Startups (onde possui cerca de 30 Startups em seu Portfólio). Além de participar de programas de aceleração, como SEBRAE Capital Empreendedor, SEBRAE Like a Boss, Inovativa (Governo Federal) entre outros.

Palestrando desde 2016 sobre temas, como: Cultura de Inovação, Cultura de Startups, Liderança, Empreendedorismo, Vendas, Espiritualidade e Essência. Já esteve presente em mais de 230 eventos (número atualizado em dezembro de 2020). É conselheiro do ITESCS (Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul), bem como em outras empresas e associações. Lançou em dezembro de 2019 o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas” e em dezembro de 2020 “Do Caos ao Recomeço”.

Construir conhecimento só é possível quando colocamos o aprendizado em prática. O mundo está cansado de teorias que não melhoram a vida das pessoas. Meus artigos são fruto do que vivo, prático e construo.

Share This