WEB SUMMIT RIO 2023: NOSSA MISSÃO E PRINCIPAIS INSIGHTS

O Web Summit Rio de Janeiro é uma realidade inegável, movimentando todo o estado nos dias 01, 02, 03 e 04 de maio. Esse evento trouxe ao nosso país o centro da revolução digital que o mundo está vivenciando. Podemos aprender muito com esse acontecimento, assim como Portugal aprendeu com o Web Summit em Lisboa.

Longe de ignorar os desafios logísticos para a Barra da Tijuca, o evento mostrou a força do ecossistema de inovação do Brasil, obrigando os céticos a reconhecerem o que está acontecendo sob seus olhos. Brasil e Portugal são países irmãos e, com o Web Summit, mostraram essa nova face e a capacidade de realizar grandes ações em conjunto. Mais de 200 pessoas da organização portuguesa estiveram no Brasil para o evento.

Neste artigo, aprofundarei alguns insights do Web Summit Rio 2023 e comentarei sobre alguns momentos da missão que merecem sua atenção.

O WEB SUMMIT RIO

O objetivo do Web Summit Rio foi promover o ecossistema de startups e empreendedorismo no Brasil e na América Latina. Além disso, a conferência buscou discutir tendências e desafios globais relacionados à tecnologia e à inovação.

Os números do evento demonstram a grandiosidade do que testemunhamos nos últimos dias. Primeiramente, os ingressos para a primeira edição no Rio de Janeiro do Web Summit esgotaram quatro semanas antes da data de início, estabelecendo um recorde na história do evento. Além disso, no dia da abertura, foi anunciado que o Web Summit Rio contava com exatos 21.367 participantes de 91 países, superando significativamente a estimativa inicial de apenas 5 mil participantes.

“O Brasil é um grande player global, e o mundo da tecnologia veio ao Web Summit Rio para ver o que está acontecendo na região e na América Latina. Ter uma presença internacional tão forte em um evento de primeiro ano é algo extraordinário. Acreditamos que este é um sinal de que grandes coisas estão por vir no Rio de Janeiro e no Brasil em geral, e mal podemos esperar para ver como podemos crescer nos próximos três anos e além”, diz Paddy Cosgrave, fundador e CEO da Web Summit.

Nos pavilhões do Riocentro, 974 startups expuseram suas empresas, representando 28 indústrias de 42 países. Ao todo, são 506 investidores presentes e 400 palestrantes. O evento também se destacou pela presença feminina, com 40% dos participantes sendo mulheres e 37% dos palestrantes. Além disso, 209 startups expositoras foram fundadas por mulheres. Os ingressos Women in Tech do Web Summit Rio esgotaram rapidamente, o que evidencia a demanda por maior representatividade feminina na indústria de tecnologia.

TEMAS QUENTES DO WEB SUMMIT RIO

Na edição realizada no Brasil, os principais debates giraram em torno da IA (inteligência artificial), suas possibilidades e limites, bem como assuntos como Web3, ESG, criptomoedas, blockchain e o desenvolvimento de habilidades humanas, como criatividade e comunicação, que são fundamentais em um mundo do trabalho em constante mudança.

Contudo, além de percebermos o avanço dessas tecnologias nos cenários mais conectados, ficou claro que o ser humano continua sendo o centro da inovação. Um exemplo disso foi a masterclass “Humanos e máquinas na complexa arte de educar”, ministrada por Gabriel Chalita, ex-Secretário de Educação do Estado de São Paulo, que trouxe uma visão sensível sobre como incorporar a tecnologia em nossas vidas e, principalmente, no processo educacional. A lição principal foi o resgate da nossa essência, enfatizando a importância da conversa, escuta e atenção ao próximo.

Chalita defende trabalhar no campo educacional para elevar a autonomia no uso da tecnologia, principalmente em crianças e jovens, ao invés de simplesmente proibi-la. Ele acredita que isso ajuda as pessoas a entenderem os efeitos do uso excessivo de determinadas ferramentas. Além disso, ele incentiva jovens adultos e profissionais a abraçar a automação acelerada e buscar realização em outras atividades, adaptando suas habilidades para novas carreiras.

Por fim, Chalita destaca que é fundamental aceitar e compreender a beleza da efemeridade, especialmente em tempos de grandes transformações.

UMA AMÉRICA LATINA DESCONHECIDA

Apesar dos desafios sociais, de infraestrutura e político-econômicos, a América Latina possui muitas oportunidades a serem exploradas. Roger Laughlin, venezuelano e fundador da unidade brasileira da Kavak, uma startup mexicana que facilita a compra e venda de automóveis seminovos, acredita que a região oferece um terreno fértil para a criação de startups de sucesso. Ele entende as preocupações dos investidores e grandes corporações, mas ressalta que a combinação de problemas complexos e um grande mercado consumidor torna a América Latina um lugar propício para negócios inovadores.

A Kavak é um exemplo de sucesso na região, mostrando que é possível criar um ambiente favorável para negócios, inclusão e redução da pobreza através da tecnologia e soluções complexas.

MISSÃO WEB SUMMIT RIO: CONEXÃO E OPORTUNIDADES

Nossa missão, composta por empresários, líderes de mercado e promotores de inovação nos dois continentes, visitou diversos locais e centros, percebendo como o Brasil se destaca como um polo regional de inovação.

Durante uma das visitas, conhecemos a FCJ, uma Venture Building. Nesse momento, pudemos compreender como esse modelo pode ser organizado de várias maneiras, desde uma estrutura interna de uma empresa até uma organização independente dedicada exclusivamente à criação de startups.

Visitamos também a EDP, Sebrae, Senac e várias outras empresas brasileiras e estrangeiras no Web Summit Rio. No stand do Sebrae, compartilhamos informações sobre o ecossistema de Portugal como porta de entrada para a Europa, investimentos e formas de internacionalização.

Uma visita especial foi uma ativação em uma roda gigante na Marina da Glória, que proporcionou aos participantes da missão uma experiência única, apresentando-lhes os cenários paradisíacos do Rio.

Além disso, outro destaque foi a visita à Stone em sua operação no centro do Rio, onde mergulhamos no ecossistema dessa incrível empresa brasileira. Observamos como seus mais de 15.000 colaboradores estão transformando o varejo no Brasil por meio de seu hub de inovação e novos negócios.

Encerramos a missão no Acqua Rio, onde o fundador Marcelo Szpilman nos contou a ideia de construir um aquário na cidade do Rio de Janeiro e trabalhou como consultor na fase de planejamento do projeto.

O Web Summit Rio chegou ao fim, mas você pode iniciar sua internacionalização agora mesmo.

CONHEÇA NOSSO PROGRAMA DE ACESSO AO MERCADO

Conhecemos Portugal e o Brasil além do turismo e dos centros mais famosos. Estudamos e mergulhamos nas regiões de Portugal para entender o mercado e as oportunidades. Portugal é uma porta de entrada relevante para sua empresa, não subestime isso.

O primeiro passo para a internacionalização é estudar seu produto ou serviço em Portugal. Conheça nosso estudo de mercado Market Fit.

O segundo passo é agendar uma conversa conosco para discutir as melhores estratégias para acessar o mercado.

Comece hoje mesmo estudando seu mercado conosco e inicie corretamente essa nova fase da sua empresa e da sua vida.

Tenha certeza de que você está com quem conhece a Europa e construiu bases sólidas em Portugal. Nosso time terá o maior prazer em ajudá-lo nesse processo.

Forte abraço e deixe seu comentário para nós.

Leia também: PROGRAMA DE INTERNACIONALIZAÇÃO ATLANTIC HUB E NOVA SBE

SOBRE O AUTOR

BENÍCIO FILHO

Formado em eletrônica, graduado em Teologia pela PUC SP e Filosofia pela Universidade Dom Bosco. Mestre pela Universidade Metodista de São Paulo na área de Educação, MBA pela FGV em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios. Pós-graduado em Psicanálise pelo Instituto Kadmon de Psicanálise. Atua no mercado de tecnologia desde 1998. Fundador do Grupo Ravel de Tecnologia, sócio da Core Angels Atlantic (Fundo de Investimento Internacional para Startups). Sócio fundador da Agência Black Beans e sócio fundador da Atlantic Hub e do Conexão Europa Imóveis ambos em Portugal. Atua como empresário, escritor e pesquisador das áreas de empreendedorismo, mentoring, liderança, inovação e internacionalização. Em dezembro de 2019, lançou o seu primeiro livro “Vidas Ressignificadas”. Em dezembro de 2020 seu segundo “Do Caos ao Recomeço”, e em janeiro de 2022 o último publicado “ Metamorfose Empreendedora”.

Construir conhecimento só é possível quando colocamos o aprendizado em prática. O mundo está cansado de teorias que não melhoram a vida das pessoas. Meus artigos são fruto do que vivo, prático e construo.